Campo Grande, 26 de maio de 2024

Eleito presidente, Milei quer dolarizar a economia da Argentina; entenda o que isso significa e o que muda para o Brasil

Por Vinicius Neder — Rio de Janeiro

Uma das principais propostas de Javier Milei, eleito neste domingo para presidir a Argentina pelos próximos quatro anos, é dolarizar a economia do país. Isso significa substituir o peso pelo dólar como moeda oficial.O objetivo é debelar a inflação, que passa de 100% em 12 meses. Milei ainda terá de vencer as eleições presidenciais de outubro para tirar a proposta do papel. Mas o que mudaria para os argentinos e para os brasileiros, caso a mudança seja implementada? Veja abaixo:

O que significaria a dolarização da economia argentina?

 

A moeda oficial passaria a ser o dólar. Na Argentina, hoje, é permitido ter conta de poupança em dólar e a divisa serve de referência, mas a moeda corrente é o peso. Por exemplo, imóveis são negociados em dólar, mas o pagamento tem que ser feito em pesos. Muitos poupam em dólares, seja em conta no banco ou em dinheiro, “embaixo do colchão”.

Os salários passariam a ser pagos em dólar?

 

Sem o peso, o dólar passa a ser a moeda corrente para todas as transações, incluindo o pagamento de salários.

Compartilhe

Facebook
Twitter
WhatsApp