Campo Grande, 22 de fevereiro de 2024

Bônus Moradia: projeto ganha Selo de Mérito, premiação mais importante da habitação de interesse social

Lançado em junho deste ano pelo Governo do Estado, o projeto Bônus Moradia recebeu o prêmio de Selo de Mérito, considerado o mais importante do setor da habitação de interesse social do país. A premiação é realizada, anualmente, pela Associação Brasileira de Cohabs e Agentes Públicos de Habitação (ABC), e será entregue durante o 70º Fórum Nacional de Habitação de Interesse Social no Rio de Janeiro.

O prêmio tem o objetivo de estimular e divulgar os projetos relevantes desenvolvidos pelas entidades afiliadas à ABC no âmbito da habitação de interesse social e do enfrentamento aos problemas históricos de irregularidade e risco, além da busca de alternativas inovadoras, sustentáveis social e ambientalmente que contribuam para a melhoria da qualidade do ambiente construído, respeitando a cultura e os costumes do público alvo e incentivar o aperfeiçoamento das estruturas de estados e municípios objetivando o enfrentamento do déficit habitacional nos seus aspectos qualitativos e quantitativos.

A diretora-presidente da Agehab, Maria do Carmo Avesani Lopez, destacou a soma de esforços da equipe da Agehab e do Governo do Estado de MS para a conquista do prêmio.

“Ficamos muito felizes pelo prêmio, que na verdade é um reconhecimento do trabalho e esforço de toda a equipe da Agehab e do atual governo em atender a demanda habitacional no Estado”, ressaltou a diretora-presidente.

IMG 8521 scaled e1698357947810 Bônus Moradia: projeto ganha Selo de Mérito, premiação mais importante da habitação de interesse social
Filho comprou a primeira casa por meio do Bônus Moradia

O projeto Bônus Moradia tem a capacidade de atender 2.210 famílias em Mato Grosso do Sul, com subsídios que variam de R$ 6 mil a R$ 25 mil para a entrada, que pode ser somado a outros subsídios como o Minha Casa Minha Vida do Governo Federal. Para participar é necessário que o cidadão esteja cadastrado no Banco de inscritos da Agehab, ter renda familiar mínima de R$ 1.500,00 e máxima de R$ 6.500,00, não possuir casa própria, não ter sido beneficiado com casa em outro programa habitacional e ser aprovado na análise da Instituição Financeira.

Atualmente, participam do projeto 32 empresas da construção civil e estão disponíveis para venda 580 unidades habitacionais, distribuídas nos nove municípios que participam do Bônus Moradia. O valor máximo do empreendimento não pode ultrapassar R$ 208 mil reais até o momento.

Feirao Moradia 5 Bônus Moradia: projeto ganha Selo de Mérito, premiação mais importante da habitação de interesse social
Feirão do projeto Bônus Moradia no Shopping Norte Sul Plaza

Além disso, 835 cotas estão reservadas e outras 136 já foram liquidadas, totalizando R$  2.621.000,00 de investimentos no setor. Desse total, 15 famílias já receberam o subsídio no valor de R$ 17.000,00, 14 famílias já receberam o subsídio no valor de R$ 13.000,00, 2 famílias já receberam o subsídio no valor de R$ 6.000,00, 66 famílias já receberam o subsídio no valor de R$ 25.000,00, 30 famílias já receberam o subsídio no valor de R$ 15.000,00 e 9 famílias já receberam o subsídio no valor de R$ 8.000,00

A diretora-presidente da Agehab ainda destacou que o projeto está beneficiando todo o setor imobiliário em Mato Grosso do Sul.

“Muitas empresas do setor imobiliário, que atendem a classe baixa e média estavam com dificuldades para vender os imóveis porque as famílias não estavam conseguindo recursos para dar de entrada no financiamento imobiliário, por diversas razões. Estamos conseguindo reverter essa situação graças ao Bônus Moradia, que pode ser utilizado junto ao subsídio do Governo Federal, Minha Casa Minha Vida. Já temos casos de pessoas que zeraram totalmente o valor da entrada. Dessa forma, a venda de imóveis em MS está aumentando, e isso é bom tanto para quem constrói quanto para as famílias que conseguem realizar o sonho da casa própria”, enfatizou a diretora-presidente.

70º Fórum Nacional de Habitação de Interesse Social

O Fórum Nacional de Habitação de Interesse Social inicia no dia 29 de novembro e vai até 1º de dezembro, na cidade do Rio de Janeiro. Diversas entidade e especialistas do setor participam do evento. Maria do Carmo Avesani Lopez vai atuar, como mediadora, dos debates: “A importância do Planejamento Orçamentário e Financeiro na Produção de Habitação de Interesse Social” e “O Programa Minha Casa Minha Vida, Balanço e Perspectivas”.

Karla Martins, Agehab
Fotos: Álvaro Rezende 

Compartilhe

Facebook
Twitter
WhatsApp