Campo Grande, 28 de fevereiro de 2024

Agems vai para perto da comunidade e garante atendimento a cerca de 3 mil pessoas

Mobilizando em torno de três mil moradores da Capital, a ação social promovida pela Agência Estadual de Regulação (Agems) no sábado (25) levou dezenas de serviços, atendimento social, lazer e prêmios para comunidades que nem sempre têm acesso a esses benefícios.

Na região do bairro Tarumã, na saída para Sidrolândia, longe do centro da cidade, o projeto “Agems Perto de Você” encurtou distâncias e fez a alegria de crianças, jovens, adultos e idosos.

“Nós temos ido a diversas cidades, levando informação, para que a população conheça a regulação, conheça os serviços e os seus direitos. Agora, expandimos com os parceiros para levar atendimento para quem precisa”, afirmou o diretor-presidente da Agência, Carlos Alberto de Assis.

“A população, muitas vezes, não tem dinheiro para pegar um ônibus e ir para o centro em busca de um serviço. A gente tem que entender essa necessidade, por isso nessa primeira grande ação trouxemos em torno de 45 diferentes serviços”. O dirigente ainda anunciou a intenção de levar o projeto para outras cidades.

Lideranças do Tarumã e bairros vizinhos, que ajudaram a mobilizar a comunidade, confirmam o valor da iniciativa.

“É importantíssimo essa parceria que a Agência trouxe. Nós temos uma população carente, que está longe do acesso a muita coisa de que precisa, e com grandes dificuldades. Estamos muito felizes”, afirmou a diretora da Escola Estadual Manoel Bonifácio Nunes da Cunha, que sediou o evento, Lusimeire da Silva Figueiredo.

Desde muito cedo a fila já era grande para aguardar a abertura do portão. Os serviços mais procurados foram organizados com distribuição de senhas, garantindo tranquilidade nos atendimentos.

Saúde, cidadania, lazer e serviços públicos

Distribuídos em salas de aula, corredores e pátio externo; com mesas e cadeiras, tendas e caminhões, os parceiros e a equipe da Agems promoveram quatro horas de atendimento ininterrupto.

Na quadra da escola, a animação foi garantida com música, espaço kids, sorteio de brindes e prêmios valiosos – que incluíram 5 geladeiras, bicicleta e TV.

A Polícia Militar, além de apoiar a segurança, em conjunto com a Assessoria Militar da Agems, ganhou a curiosidade e a admiração de crianças e adultos com a presença de um helicóptero e da Polícia Montada.

Coordenada pela Ouvidoria, com apoio das Diretorias de Inovação e Relações Institucionais, de Saneamento Básicos e Resíduos Sólidos, e de Transportes, Rodovias, Ferrovias, Portos e Aeroportos, a ação foi elogiada também por autoridades e representantes das entidades parceiras.

Na abertura, dirigentes e representantes das instituições que levaram serviços, representantes de secretarias de Estado, os vereadores Ademir Santana e Claudinho Serra e líderes de movimentos sociais e de bairros reafirmaram a importância da aproximação com a comunidade.

“Foi um grande desafio, um trabalho imenso, mas é uma alegria ver esse resultado. Tivemos o engajamento e a dedicação de toda a equipe da Agência, a parceria valiosa da direção da escola e de lideranças do bairro e conseguimos entregar o melhor para a comunidade”, agradeceu a Ouvidora Cristiane Leite.

Professora aposentada é a primeira a chegar

Ainda não eram 3h da manhã quando a professora aposentada e especialista em educação Sueli Aparecida Silva, 62 anos, chegou para garantir que conseguiria uma das 50 senhas disponibilizadas para a confecção de RG. O esforço valeu o primeiro lugar na fila e a certeza de vencer a dificuldade de estar sem o documento para obter o empréstimo que está buscando junto a um banco.

“Sobrevivente”, como ela mesma se define, Sueli conta que está vivendo um momento de refazer a própria vida, superando um processo de violência doméstica e divórcio.

Animada, levou a pasta com toda a documentação judicial de que precisa para comprovar sua condição legal e obter a segunda via do documento, que teria dificuldade em conseguir se precisasse pagar por ele. “Com 200 reais eu compro um arroz, um feijão, um açúcar, uma carninha, seria difícil ter que gastar esse dinheiro”, diz.

Cidadania e saúde

Além da Carteira de Identidade, a professora aproveitou a ação social promovida pela Agência Estadual de Regulação para buscar orientação preventiva de câncer de mama. Munida de exame laboratorial de consulta anterior, aproveitou atendimento oferecido pela saúde.

Gizele Oliveira, Comunicação Agems


Fotos: Cleidiomar Barbosa

Compartilhe

Facebook
Twitter
WhatsApp