Campo Grande, 22 de junho de 2024

CGE-MS realiza última reunião do ano com representantes das unidades setoriais e seccionais

Na abertura das atividades da reunião de encerramento do Controle Interno, da CGE-MS (Controladoria-Geral do Estado de MS), realizada nesta segunda-feira (27), no auditório do prédio da instituição, a controladora-geral Adjunta do Estado, Marina Hiraoka Gaidarji, acolheu os representantes das Unidades Setoriais e Seccionais e comentou sobre a importância do trabalho que executam.

“Essa postura de compartilhamento de boas práticas é importante que seja feita não somente ao fim do ano, mas que se torne uma rotina. Precisamos de vocês para que possamos melhorar, a cada dia, na busca da excelência do serviço público. Vocês são fundamentais neste trabalho”, afirmou a gestora.

Seguindo a dinâmica do evento, houve a apresentação do servidor Gutemberg Omine Faria Medeiros, onde ele apresentou entre outros temas como estão sendo desenvolvidas as ações do Controle Interno, na (SED) Secretaria de Estado de Educação.

Gutemberg citou a aplicação do decreto estadual n. 15.099, de 12 de novembro de 2018, na qual trouxe maior eficiência e celeridade na instrução processual; economicidade, menor deterioração e manutenção dos veículos e a melhoria da qualidade de vida dos servidores. Também falou sobre a criação do protocolo de atenção em casos de assédio/importunação sexual; o canal para recebimento de denúncias e reclamações e pedidos de acesso à informação (melhorando o fluxo de atendimento) e, ainda, sobre a mudança de cultura e comportamento , inclusive dos gestores, com as atuações praticadas naquela instituição.

No segundo momento, a fala coube ao auditor Rodrigo Gonçalves Ribeiro, que atua na SES (Secretaria de Estado de Saúde). Ele expôs, entre outras práticas que auxiliam no trabalho que desenvolvem na instituição: o fortalecimento de um ambiente ético, a realização de mapeamento de processos; painéis de BI para contribuir nas tomadas de decisão dos gestores; a elaboração de um novo fluxo de denúncias; a produção do Manual de Fiscalização e Gestor de Contratos; e também o Comitê de Governança.

Para finalizar a parte de exposição de boas práticas das Unidades, a auditora do Estado, Lidiane Andrighetti Leolatto, que exerce suas funções na Fundação de Cultura de MS, ligada à Setescc (Secretaria de Estado de Turismo, Esporte, Cultura e Cidadania), pontuou os avanços do Controle Interno no local.

Consultoria solicitada à Auditoria Geral do Estado, da GCE-MS, para estudo de parâmetros objetivos na contratação de artistas, banco de dados com informações pertinentes e necessárias para o desenvolvimento dos trabalhos, solicitação de relatório de fiscalização e de supervisão remota, oferta de cursos de capacitação, compartilhamento de documentos como o Plano de Trabalho e planilhas, foram alguns tópicos citados.

Concluindo os trabalhos, a auditora do Estado, Monique Silveira Souza, responsável pelo Controle Interno, na CGE-MS, destacou que desde o início do ano a área está se fortalecendo e integrando as ações.

“Conseguimos fazer bastante atividades neste ano. Das 30 Unidades – entre Setoriais e Seccionais – visitamos 25; padronizamos os emails; elaboramos um Guia de Controle Interno; criamos uma página no site institucional; distribuímos informativos ; fizemos orientação consultiva; capacitações; reuniões de integração, entre outros”, finalizou a auditora.

Controle Interno

O Controle Interno nada mais é do que, entre tantas definições, um conjunto de instrumentos que possibilita às instituições seguir na direção certa atendendo as metas organizacionais de forma consistente e garantindo, assim, a eficiência operacional, relatórios precisos e conformidade com leis, regulamentos e políticas.

Texto e fotos: Karla Tatiane, CGE-MS

Compartilhe

Facebook
Twitter
WhatsApp