Campo Grande, 22 de abril de 2024

Direto ao Assunto: Pedro Kemp fala sobre atuação no Legislativo Estadual

O programa Direto ao Assunto, da Rádio ALEMS, que vai ao ar nesta segunda-feira (1º), conta com a participação do deputado estadual Pedro Kemp (PT), que fala sobre sua atuação no Legislativo e as principais pautas que estão sendo defendidas na tribuna na Casa de Leis. Entre elas, está à proposta que visa à promoção da educação, prevenção e combate das fake news, a revogação do novo Ensino Médio e o projeto que trata do uso de medicamentos à base de canabidiol (CBD).

2023 05 02 12 14 16 09c32425 9485 4538 a7c5 df7af6cb0268 Direto ao Assunto: Pedro Kemp fala sobre atuação no Legislativo Estadual
Pedro Kemp concedeu entrevista à Rádio ALEMS

Inicialmente o parlamentar falou sobre uma proposta de sua autoria que tramita na Casa de Leis relacionada ao combate das famosas fake news, que têm preocupado a sociedade sul-mato-grossense. Segundo Pedro Kemp, o projeto que tramita no Legislativo Estadual, autoriza o Governo do Estado a orientar, por meio dos órgãos competentes e programas, a criação de um canal de comunicação direta para que os internautas encaminhem denúncias e provas que permitam identificação de infratores.

“Nos últimos anos aqui no Brasil nós tivemos essa prática perversa de divulgação de notícias falsas, por meio da internet e das redes sociais, inclusive durante a pandemia, quando as pessoas deixaram de acessar o sistema de vacina da rede pública de saúde com medo de adquirir outra doença, devido a vacina e até mesmo que não era eficaz contra a covid. Outro exemplo foi a última campanha eleitoral, quando as fake news geraram sérios prejuízos à sociedade brasileira, colocando em risco o estado democrático de direito. Esses são apenas alguns exemplos de como uma notícia falsa pode prejudicar a vida das pessoas”, pontuou o parlamentar.

Um assunto que tem sido tema de debates constantes na ALEMS foi enfatizado também pelo parlamentar durante a entrevista: a revogação do Novo Ensino Médio. “Há muitos anos, nós vínhamos discutindo a necessidade de uma reforma do Ensino Médio no Brasil e infelizmente no governo do presidente Michel Temer houve essa reforma, porém de uma maneira que nos causa inúmeras preocupações. Foi uma mudança extensa e profunda por meio da Medida Provisória 746/2016, sem uma discussão com os maiores interessados os professores e alunos. Nós não podemos conviver com essa realidade, pois esse chamado Novo Ensino Médio é um grande retrocesso na formação dos nossos estudantes”, enfatizou o deputado que também citou no bate-papo vários exemplos como a implantação de disciplinas desnecessárias.

Outra pauta citada pelo parlamentar, que também é 2º secretário da Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul (ALEMS), está relacionada ao uso de medicamentos à base de canabidiol (CBD) e tetrahidrocanabinol (THC) para tratamento de doenças, síndromes e transtornos de saúde. “Eu fui sensibilizado por essa questão, ouvi inúmeros depoimentos de pessoas que estão se tratando com canabidiol, a mudança na vida de quem necessita deste tipo de medicamento é incrível. Conheci um caso de uma moça que ficou anos sofrendo por ser muito agressiva e família passava muitos transtornos e depois que ela passou a tomar o medicamento à base de canabidiol com orientação médica a transformação foi fantástica”, relatou o deputado.

O projeto lista os quesitos para a pessoa ser contemplada pela medida. Deve ser paciente que tenha prescrição médica válida contendo Código Internacional da Doença (CID) da doença, síndrome ou transtorno; e declaração médica sobre a existência de estudos científicos comprovando a eficácia do medicamento para a doença, síndrome ou transtorno e/ou efeitos colaterais dos tratamentos convencionais enfrentados pelo paciente.

Ainda durante o bate-papo na Rádio ALEMS, o deputado Pedro Kemp fala a respeito das monoculturas, principalmente o risco do avanço do plantio da soja no Pantanal. O parlamentar apresentou um requerimento que foi encaminhado ao Ministério Público para que essa situação seja investigada. A entrevista está disponível na integra no site ALEMS, basta clicar aqui.

Compartilhe

Facebook
Twitter
WhatsApp