Campo Grande, 24 de abril de 2024

Pedro Kemp cobrou planejamento para prevenir incêndios no Pantanal

Os incêndios destruíram mais de um milhão de hectares do Pantanal, o que representa mais de 7% do bioma. Na sessão ordinária desta terça-feira (21), o deputado estadual Pedro Kemp (PT) fez uma reflexão sobre o cuidado com o meio ambiente e cobrou um planejamento para prevenir os focos de queimadas.

De acordo com o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) foram mais de 4.000 focos de incêndio registrados, com cerca de 800 mil hectares destruídos pelo fogo, sendo que mais da metade ocorreu no mês de novembro.

“Assistimos filmes e imagens das queimadas se alastrando em função dos fortes ventos, o que foge ao controle das brigadas, dos bombeiros, dos policiais florestais e dos pantaneiros, pois são grandes extensões que estavam secas e os focos se espalharam com grande rapidez. A situação alerta para a falta de prevenção”, disse.

Segundo Kemp, especialistas já apontavam várias possibilidades de acontecer grandes incêndios, como a escassez de chuvas na região e o efeito do El Niño. “As queimadas poderiam ser prevenidas de alguma forma. As consequências do aquecimento global e das mudanças climáticas são assuntos que não podem ser adiados. O Pantanal precisa de proteção. Os incêndios ocorridos neste mês significam o triplo registrado no mesmo período do ano passado. É o pior novembro que tivemos nos últimos 21 anos”, falou Kemp.

Para os deputados Zé Teixeira (PSDB) e João Henrique (PL), é preciso incentivar o aumento de gado e as queimadas controladas, visando diminuir a massa de vegetação seca. Junior Mochi (MDB) chamou atenção para Agenda ESG, que reúne recomendações de práticas e comportamentos voltados a três pilares: ambiental, social e governança corporativa.

O presidente da Casa de Leis, deputado Gerson Claro (PP), destacou que o governo tem realizado ações, como envio de aeronaves e efetivo de bombeiros no combate aos incêndios. Ele também falou que o Executivo deve protocolizar nos próximos dias o projeto denominado “Lei do Pantanal”. Mara Caseiro (PSDB) parabenizou o empenho dos 3300 servidores, que estão trabalhando no Pantanal.

Compartilhe

Facebook
Twitter
WhatsApp