Campo Grande, 22 de setembro de 2021

PROCON REALIZA NOVAS EDIÇÕES DO SEMINÁRIO DE CONSCIENTIZAÇÃO SOBRE O TRANSTORNO ESPECTRO AUTISTA (TEA)

O Procon Campo Grande promoverá dois seminários em parceria com o PRO D TEA com o tema Transtorno Espectro Autista (TEA): Entender para Atender. Eles acontecerão nos dias 11 e 25 de novembro, no auditório da Faculdade Instituto Avançado de Ensino Superior e Desenvolvimento Humano (Insted), das 19h às 22h. Além de palestras com especialistas do tema, os encontros vão contar com painel, que apresentará as dificuldades que uma pessoa com TEA e seus familiares enfrentam no dia a dia. Os eventos são gratuitos e abertos a  profissionais da área da educação, comunicação, setor empresarial e mães de crianças com TEA.

A iniciativa dos seminários vem da necessidade de divulgar o atendimento preferencial das pessoas com TEA no comércio e nos estabelecimentos públicos e privados.  Pesquisa divulgada em julho deste ano mostrou o desconhecimento de diversos setores, entre eles o do comércio sobre o Transtorno Espectro Autista (TEA) e a partir daí foram feitos encontros para a conscientização visando o cumprimento de lei que torna obrigatório o atendimento preferencial a essas pessoas. O último encontro aconteceu em 30 de setembro e superou as expectativas o que gerou a realização dos dois seminários em novembro.

O subsecretário Valdir Custódio explica que é importante a informação e o respeito do direito à pessoa com o Transtorno Espectro Autista em todas as suas facetas. “É função do Procon Municipal tutelar o equilíbrio entre o consumidor e o fornecedor e com isso equipes do Procon estão visitando o  comércio para orientar e observar se o direito do consumidor está sendo respeitado.

Durante o Seminário, o participante terá a oportunidade de conhecer diversas aspectos do tema com a participação de vários profissionais que atuam com pessoas  com TEA, além de conhecer situações vividas por eles e suas famílias  durante depoimentos.

Fila prioritária

A neuropsicopedagoga Cristiane Alcantara, que é palestrante, tem um filho de 8 anos com TEA, explica que  Campo Grande já melhorou muito, mas possui muitos pontos a serem melhorados. “Têm lugares que entro na fila de prioridade quando estou com ele, além de olharem de forma estranha, a operadora de caixa questiona a prioridade. Aí é preciso pegar o laudo e provar. Campo Grande, está avançando, mas falta muita qualificação, principalmente pelas associações comerciais que precisam preparar seus funcionários”, completa.

De acordo com a presidente do PRO D TEA, Carolina Spínola, a palestra será de extrema importância principalmente por apresentar a visão familiar.  “A visão técnica de um especialista é importante, mas também o aspecto individual, a visão familiar. Eu gosto de falar enquanto mãe, pois eu vivencio todos os dias diversas situações que podemos passar como experiência, e assim, colaborar para um melhor atendimento das nossas crianças e adultos com TEA”, frisou.

Compartilhe

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

10 − dois =