Campo Grande, 16 de setembro de 2021

Pedrinho critica Palmeiras por venda de Artur e diz que Flamengo deveria buscá-lo: “Quem liberou?”

Por Sportv.com — Rio de Janeiro

 Pedrinho: "Estou tentando entender a facilidade de o Palmeiras ter liberado o Artur"

Pedrinho: “Estou tentando entender a facilidade de o Palmeiras ter liberado o Artur”

– Estou tentando entender a facilidade entre aspas de o Palmeiras ter liberado o Artur. É um jogador diferente, que joga com a perna esquerda trocado e é jovem. Veio da base do Palmeiras. Amadureceu muito no Bahia, foi responsável pelas principais jogadas do Bahia no campeonato. Teve uma queda no final, acho pela questão física porque foi muito exigido.

– Aí o Palmeiras diz que vai mudar filosofia, diz que vai contar com os meninos, tem um talento desses. E aí me questiono critérios: “Qual foi o critério de avaliação? Quem liberou?”

Artur atacante Bragantino — Foto: Ari Ferreira/CA Bragantino

Artur atacante Bragantino — Foto: Ari Ferreira/CA Bragantino

Pedrinho foi além e disse que o Flamengo poderia ter tentado contratar Artur em vez de insistir no nome de Michael, destaque do Goiás no último Campeonato Brasileiro. Para ele, o destaque do Bahia no último Brasileiro seria uma peça de reposição muito interessante para jogos em que Everton Ribeiro não estivesse disponível.

– É aquilo, vão no destaque, mas não vão na necessidade. O Artur livre teoricamente, já que o Palmeiras cedeu para uma negociação, poderia ceder para outro. O Flamengo vai fixando no Michael, que eu acho que vai ter dificuldades para se encontrar no Flamengo apesar de ser talentoso.

– Por que o Flamengo não vai atrás do Artur? Brigaria por posição e estaria sempre à disposição para fazer uma função muito parecida com a do Everton Ribeiro. Quando ele (Everton) sai, não tem ninguém para fazer. É critério de avaliação, tem que ter gente do futebol olhando isso. Não é possível que liberem um menino com tanto talento.

Raphael Rezende, outro dos comentaristas presentes na bancada desta quarta, opinou que o tempo nunca foi amigo da relação entre Palmeiras e Artur.

– O Artur tem uma história onde o casamento nunca cola, estão sempre em tempos errados. Quando ele surge, Palmeiras não tava nem aí para a base. Quando ele retorna do Bahia, há um mosquitinho que fala: “a gente tem uma necessidade financeira”. Não se cobre com uma proposta de 6 milhões de euros, mas dá uma amansada.

– É um Palmeiras que teve mudança de contrato em relação aos jogadores contratados pela patrocinadora. Passa a ter uma dívida com a patrocinadora por esses atletas, tem um rombo que ultrapassa os R$ 500 milhões. Por mais que tenha bastante receita, é um clube com um passivo complicado para administrar.

Apesar de afirmar que nunca houve uma sintonia entre as partes, Rezende encerrou seu comentário sobre a negociação corroborando a crítica de Pedrinho.

Compartilhe

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

treze − 1 =