Campo Grande, 19 de setembro de 2021

Caravana de migrantes entra no México sob vigilância de forças de segurança

Uma caravana de migrantes com centenas de centro-americanos cruzou a fronteira da Guatemala com o México nesta quinta-feira (23), testando a determinação do governo mexicano de conter o movimento de pessoas do norte sob pressão dos Estados Unidos.

Imagens de televisão mostraram uma caravana de imigrantes que se deslocava em direção à cidade mexicana de Tapachula, depois de atravessar o rio Suchiate, que divide o México e a Guatemala. No início da semana, houve tumulto

Polícia entra em confronto com imigrantes na fronteira da Guatemala e do México

Sob olhares de forças de segurança, caravana de migrantes passa por rodovia no sul do México nesta quinta-feira (23) — Foto: Andres Martinez Casares/Reuters

Sob olhares de forças de segurança, caravana de migrantes passa por rodovia no sul do México nesta quinta-feira (23) — Foto: Andres Martinez Casares/Reuters

Migrantes de caravana descansam em estrada no sul do México nesta quinta-feira (23) — Foto: Andres Martinez Casares/Reuters

Na pequena cidade de Frontera Hidalgo, perto do rio Suchiate, centenas de imigrantes pararam para descansar no meio da manhã antes de continuar sua jornada.

As forças de segurança mexicanas observavam os imigrantes, mas não intervieram, de acordo com uma testemunha da Reuters.

Alguns dos imigrantes receberam formulários para buscar asilo na pequena agência mexicana de asilo Comar.

Rumo aos EUA

Migrante segura bandeira improvisada dos EUA logo após passar da Guatemala para o México nesta quinta-feira (23) — Foto: Andres Martinez Casares/Reuters

Migrante segura bandeira improvisada dos EUA logo após passar da Guatemala para o México nesta quinta-feira (23) — Foto: Andres Martinez Casares/Reuters

A maioria dos membros da caravana deseja chegar aos Estados Unidos. No entanto, o presidente dos EUA, Donald Trump, pressionou o México a adotar medidas mais restritivas para reduzir os fluxos de imigrantes.

Muitos dos imigrantes da América Central que estão indo para o norte estão fugindo de dificuldades econômicas e violência.

 

Compartilhe

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2 × cinco =