Campo Grande, 23 de setembro de 2021

Análise: Flamengo mostra eficiência e começa bem com vitória “estilo Libertadores”

Missão cumprida. O Flamengo mostrou eficiência de campeão e venceu o Junior Barranquilla por 2 a 1, quarta-feira, na Colômbia. Com um jogo bastante disputado, muitas vezes com força excessiva, a equipe aproveitou a maior parte das chances que criou e, nos pés de Everton Ribeiro, que marcou duas vezes, iniciou bem a defesa do título.

Com uma forma de jogar mais bem acabada, o Flamengo conseguiu controlar o jogo no início e marcou aos cinco com Everton Ribeiro após linda jogada de Arrascaeta. O Junior tentou fazer pressão na base da empolgação, dos gritos da torcida e na reclamação com o árbitro. Mas só conseguiu finalizar com perigo pela primeira vez aos 23 minutos.

A linha defensiva formada por João Lucas, Gustavo Henrique, Léo Pereira e Filipe Luís conseguiu se virar bem. Quando o Junior apertou e chegou perto de marcar, Diego Alves estava lá para defender. O goleiro teve uma grande atuação. No gol de Téo Gutiérrez, já aos 49 do segundo tempo, não teve culpa.

Outra novidade na equipe foi Thiago Maia. Ele substituiu Arão e teve um ótimo desempenho. Foi bem na saída de bola e conseguiu ótimos desarmes.

– Saio satisfeito. O Barranquilla não teve oportunidade de gol além do que marcou. O Flamengo teve três ou quatro e fez duas. Isso fez a diferença e é a diferença também dos nossos atacantes. Aqueles que têm a qualidade, geralmente não falham – analisou Jorge Jesus.

Everton Ribeiro viveu seu dia de Gabigol e selou a vitória com mais um gol no segundo tempo. Já o camisa 9 teve duas boas chances, mas levou azar nas finalizações. A partida teve um clima de catimba grande entre os jogadores, o Flamengo passou também neste teste.

– Eles tiveram poucas chances, nossa defesa foi bem e fomos fatais na frente. É assim que se joga Libertadores – afirmou Everton.

Everton Ribeiro teve dia de Gabigol — Foto: REUTERS/Luisa Gonzalez

Everton Ribeiro teve dia de Gabigol — Foto: REUTERS/Luisa Gonzalez

Sinal do respeito que os rivais têm pelo Flamengo foi a entrevista do técnico Julio Comesaña, do Junior, após a partida. Apesar de derrota em casa, ele mostrou satisfação com o fato de seu time ter equilibrado o duelo em alguns momentos do jogo.

– Era provável que perdêssemos, mas me parece que demos um passo a mais na construção do time. Me sinto bem. Seria ridículo pensar que nós hoje somos melhores do que o Flamengo.

O Flamengo volta a campo pela Libertadores na próxima quarta-feira, às 21h30, para enfrentar o Barcelona, do Equador, no Maracanã. A equipe de Guayaquil perdeu para o Independiente del Valle por 3 a 0, em casa, na primeira rodada.

GE/ Globo/ Colômbia

Compartilhe

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2 × três =