Campo Grande, 13 de julho de 2024

Gareca fala em consertar erros contra o Brasil e destaca coletivo do Peru: “Não precisamos de estrelas”

Depois do confronto na estreia da Copa América, Brasil e Peru vão se reencontrar na semifinal do torneio nesta segunda, às 20h, no Nilton Santos. Para Ricardo Gareca, técnico do Peru, o panorama para o duelo decisivo é diferente daquele da primeira rodada – e se assemelha ainda menos à final da Copa América de 2019, disputada entre as duas seleções.

– Amanhã vamos ter a oportunidade de enfrentar o Brasil e corrigir todas as coisas que deram errado na estreia, para que não aconteçam em uma fase tão decisiva. Temos ambições, obviamente. (…) Passaram-se anos, dois anos. Jogadores que atuaram e hoje não estão, por diferentes razões, jogadores jovens. No Brasil é a mesma coisa. São realidades diferentes.

O Brasil continua sendo uma seleção muito poderosa, esse Brasil atual é muito bom. Nossa seleção também vai melhorando. Temos condições de nos superarmos, melhorar o que fizemos até agora na Copa América – afirma.

 

Ao falar sobre seus comandados, o técnico destacou que a filosofia de trabalho no Peru é pautada pelo esforço coletivo. Para Gareca, o conjunto se sobrepõe à importância de “estrelas”, nas palavras do técnico.

Ricardo Gareca, técnico do Peru — Foto: Reprodução

Ricardo Gareca, técnico do Peru — Foto: Reprodução

– Não precisamos de estrelas ou grandes jogadores. Precisamos, sim, ter bons jogadores. De algo bom, podemos passar para algo muito bom com o coletivo. Essa é a característica da seleção peruana – completa.

Compartilhe

Facebook
Twitter
WhatsApp