Campo Grande, 23 de maio de 2022

PREFEITURA REALIZA ENCONTRO PARA ORIENTAR SERVIDORES SOBRE O ‘PROGRAMA AUXÍLIO BRASIL’

A Prefeitura de Campo Grande promoveu nesta quinta-feira (5) um colóquio para os servidores das secretarias de Assistência Social (SAS), Educação (Semed) e Saúde (Sesau). O objetivo da ação é atualizar os profissionais sobre o Programa Auxílio Brasil (PAB), que até o final do ano passado recebia o nome de Bolsa Família. O encontro foi realizado no Centro de Referência de Assistência Social “Hércules Mandetta” (Cras), no Jardim Noroeste. 

O colóquio é uma ação realizada pelo Comitê Intersetorial do Programa Auxilio Brasil, e tem como foco aproximar e instruir os servidores das três áreas, aprimorando o fluxo de atendimento das famílias atendidas pelo PAB. Desta forma os profissionais podem realizar os encaminhamentos de forma assertiva, de acordo com os critérios exigidos pelo Governo Federal para o pagamento do benefício.  

O secretário de Assistência Social, José Mário Antunes, durante a abertura do evento, destacou a importância de alinhar o trabalho entre as áreas. “É necessário entender as mudanças para termos o mesmo diálogo e orientar as famílias da mesma forma porque  quem mais acessa esse programa são as pessoas em vulnerabilidade, por isso este evento é direcionado às equipes que atendem de forma direta as famílias”, pontuou.

A superintendente da Proteção Social Básica da SAS, Inês Mongenot, ressaltou que, com a mudança do Programa pelo Governo Federal, houve novas condicionalidades que devem ser cumpridas pelas famílias para não perderem o benefício, além de uma atualização na majoração de valores pagos. 

“O colóquio é um espaço de diálogo e construção e também um momento de discutirmos estratégias conjuntas de atuação. Não são todos os municípios que têm um olhar humanizado como nós sobre os programas de transferência de renda”, disse.

Mudanças

Os colóquios estavam suspensos devido à pandemia e foram retomados este ano. A primeira região a ser atendida com a ação é a do Prosa, as demais serão contempladas entre o segundo semestre e o próximo ano.

Entre as principais mudanças nas condicionalidades de quem recebe o PAB está a obrigatoriedade das crianças entre quatro e cinco anos cumprirem pelo menos 60% de frequência escolar para que a família não perca o benefício. Até o ano passado, apenas as crianças matriculadas no primeiro ano do Ensino Fundamental precisavam cumprir essa meta.

Em Campo Grande, 32 mil famílias migraram para o Auxílio Brasil em novembro, quando houve a mudança do Programa. Em janeiro deste ano o número saltou para 48 mil famílias atendidas pelo PAB. 

Serviço

Para mais informações e/ou saber se tem direito ao PAB, o interessado precisa ir até um CRAS ou na Central do Cadastro Único, na SAS. Endereço: Engenheiro Roberto Mange, 321, Bairro Amambaí. Telefone:  (67) 3314-6037 ou 6038.

Compartilhe

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

19 − quatro =