Campo Grande, 19 de julho de 2024

Censo Previdenciário: 93% dos servidores estaduais realizaram a atualização cadastral

Realizado entre 9 de janeiro e 31 de maio de 2023, o Censo Cadastral Previdenciário encerrou o recebimento dos dados dos servidores estaduais de Mato Grosso do Sul com 93,8% de atualizações cadastradas.

Do total de 68.123 servidores, sendo 37.243 da ativa, 25.776 aposentados e 5.104 pensionistas cadastrados na base de dados da Ageprev (Agência de Previdência Social de MS), 6,2% deixaram de participar do Censo, o que pode acarretar na suspensão dos rendimentos.

O Censo Previdenciário é uma exigência de Lei Federal que determina que a unidade gestora deverá proceder a cada cinco anos o recenseamento dos seus segurados. O último levantamento foi realizado em 2016 e um novo deveria ocorrer em 2021, contudo, devido a pandemia de Covid-19 o prazo foi postergado.

A ação é destinada aos segurados, entre os quais, ativos, aposentados e pensionistas vinculados ao Regime Próprio de Previdência Social do Estado do Mato Grosso do Sul (RPPS/MS) e dos militares estaduais ativos, da reserva remunerada, reformados e pensionistas vinculados ao Sistema de Proteção Social dos Militares (SPSM/MS).

Realizado no formato on-line, o prazo inicial de encerramento do processo seria 28 de abril, mas para proporcionar mais tempo ao público-alvo, o Governo do Estado, por meio da SAD (Secretaria de Administração) e Ageprev prorrogaram o prazo até o último dia 31.

Regularização

No último dia 30 de maio, representantes da Ageprev, poderes Executivo, Legislativo e Judiciário, Ministério Público, Tribunal de Contas e Defensoria Pública de MS se reuniram para debater as tratativas a serem aplicadas ao percentual que não realizou o recadastramento, definindo o seguinte cronograma: ainda na primeira semana de junho será publicada em Diário Oficial do Estado, o Edital de Convocação dos inadimplentes de forma nominal estabelecendo prazo para a regularização.

“Solicitamos aos segurados que fiquem atentos às edições do Diário Oficial do Estado, onde serão divulgadas as orientações para o restabelecimento dos benefícios. O objetivo da Ageprev é manter uma base de dados segura e atualizada para que não ocorram inconsistências nas informações sobre os segurados”, orienta o diretor de Gestão da Informação da Ageprev, João Ricardo Dias de Oliveira.

Os segurados que não regularizarem terão os rendimentos líquidos, referentes ao mês de julho, suspensos, contudo, os consignados (empréstimos, planos de saúde, sindicatos/associações) serão pagos. Após essa etapa, os segurados que ainda permanecerem irregulares terão seus rendimentos totais, referentes ao mês de agosto, suspensos, inclusive os consignados.

Outras informações podem ser obtidas junto à Ageprev pelo telefone (67) 4042-1007 ou pelo WhatsApp (67) 99630-7481.

Elci Holsback, Comunicação SAD


Foto: Arquivo

Compartilhe

Facebook
Twitter
WhatsApp