Campo Grande, 13 de julho de 2024

Destroços são encontrados em área de busca por submarino, diz Guarda Costeira dos EUA

Segundo a Guarda Costeira, a descoberta foi feita por uma sonda perto de onde estão os restos do navio que naufragou em 1912. Uma entrevista coletiva sobre a descoberta foi marcada para a tarde desta quinta, por volta de 16h, no horário de Brasília.

“Uma área com destroços foi descoberta dentro da área de busca por um veículo não tripulado perto do Titanic. Especialistas do comando unificado estão avaliando as informações”, disse o comando Nordeste da Guarda Costeira norte-americana, que coordena as operações de busca.

Os destroços foram encontrados por uma sonda levada ao local por um navio canadense, o Horizon Artic.

Nesta manhã, a sonda e mais dois robôs capazes de monitorar o fundo do mar chegaram até a profundeza máxima do Oceano Atlântico, a 4 mil metros da superfície, dentro do perímetro de buscas, de cerca de 20 mil metros quadrados.

Os restos do Titanic estão a 3.800 metros abaixo do mar, em um ponto do Oceano Atlântico cerca de 600 quilômetros distante da costa do Canadá.

Oxigênio

 

Imagem sem data do Titan, o submarino que sumiu no oceano — Foto: OceanGate Expeditions/Reuters

Imagem sem data do Titan, o submarino que sumiu no oceano — Foto: OceanGate Expeditions/Reuters

A localização de destroços ocorreu cerca de cinco horas depois de esgotar o prazo máximo de duração de oxigênio dentro do submarino estimado pela Guarda Costeira a partir de cálculos que levam em conta o horário de início da viagem, na tarde de domingo (18).

Na terça-feira (20) e quarta-feira (21), um avião das Forças Armadas do Canadá registrou ruídos que se assemelham a batidas na mesma região de buscas. Foi o primeiro indício de que os passageiros do submarino poderiam estar vivos. Até a última atualização desta notícia, no entanto, as autoridades não haviam informado se os ruídos vinham mesmo da embarcação perdida.

Por isso, as equipes de busca — formadas por militares e dezenas de navios, aviões e sondas dos Estados Unidos, do Canadá e da França — correm contra o tempo para tentar encontrar o submarino, uma pequena embarcação de 7 metros de comprimento por 2,5 metros de altura e 2,5 metros de largura.

Nesta manhã, um navio de pesquisa francês carregando um robô de mergulho em alto mar desacelerou enquanto fazia buscas em cima da área onde o Titan perdeu contato com a base, ainda no domingo.

O Titan transporta cinco pessoas, entre elas o dono da OceanGate, a empresa proprietária do submarino (leia abaixo sobre as pessoas a bordo). A previsão da OceanGate era de que a viagem até o local onde estão os destroços do Titanic, duraria cerca de 2,5 horas.

Desaparecimento

 

Confira, a seguir, um resumo com as principais perguntas e respostas sobre as buscas do submarino que desapareceu no Atlântico Norte.

🚢 Qual o objetivo da expedição? Ver os destroços do Titanic, que afundou em 1912, no Oceano Atlântico.

🧭 Onde estão os destroços do Titanic? A cerca 3,8 mil metros de profundidade, a 650 km da costa do Canadá.

 

Compartilhe

Facebook
Twitter
WhatsApp