Campo Grande, 9 de dezembro de 2023

Turismo de MS promove ações de neutralização de carbono e gestão de resíduos no Festival de Bonito

Com foco nas estratégias e ações que visam reduzir a pegada de carbono em Mato Grosso do Sul, a Fundação de Turismo de MS promove a neutralização de emissão de CO2 durante a XXII edição do Festival de Inverno de Bonito. O município é o primeiro destino de ecoturismo carbono neutro do mundo e atrativo de ecoturismo do destino é o primeiro a receber a ‘Certificação Climate Positive’ do mundo.

O diretor-presidente da Fundação de Turismo, Bruno Wendling, destaca as ações da Fundtur/MS no evento. “Estamos bem atuantes nesta edição do Festival de Inverno de Bonito, começando pela participação nas discussões junto à comunidade e também com ações de sustentabilidade, com o objetivo de apoiar para que este seja o primeiro Festival carbono neutro do Mato Grosso do Sul. Então, nosso objetivo é zerar as emissões de carbono no festival e promover um evento lixo zero, trabalhando dentro da meta de que MS seja território reconhecido internacionalmente como Carbono Neutro até 2030 e corroborando com a fala do governador Eduardo Riedel de que possamos promover um evento responsável e, futuramente, que ele seja referência para outros eventos nacionais”.

A XXII edição do Festival de Inverno de Bonito acontece de 23 a 27 de agosto e é uma realização do Governo de Mato Grosso do Sul, por meio da Fundação de Cultura, Sesc MS e Prefeitura de Bonito, traz para o Estado atrações nacionais e regionais.

Fest Inv Bonito 2023 Carbono neutro 1 Turismo de MS promove ações de neutralização de carbono e gestão de resíduos no Festival de BonitoParceiros e ações

A Fundação de Turismo de MS estará presente em um estande no Festival, em parceria com a sturtup Du Bem, que fará a gestão residual com trabalho em dois eixos: educação sobre descarte correto do lixo e reciclagem, além de disponibilizar lixeiras de recicláveis e coleta para a cooperativa de catadores, com painel demonstrativo sobre o quanto foi preservado do meio ambiente com o descarte correto do lixo durante os 4 dias de evento; e também com a sturtup Compensei, que fará a compensação do crédito de carbono, inventário e coordenação da gestão de resíduos.

Então, quem for ao XXII Festival de Inverno de Bonito, poderá contribuir para a sustentabilidade de maneira significativa. As ações recomendadas são descartar corretamente as latinhas, garrafinhas de água, sacolas plásticas, papelões e outros resíduos nos coletores apropriados, distribuídos em diversos pontos do evento e que terão sua destinação adequada, realizada pela startup Du Bem.

Além disso, cada participante do Festival poderá neutralizar carbono preenchendo o “carbonômetro” do evento, realizado pela Compensei. É só escanear o QR Code que estará espalhado por todo o evento ou ir até estande da FundturMS e seguir as orientações, por exemplo:

  • Caso os visitantes estejam em grupo, utilizando o mesmo meio de deslocamento (como carro próprio, moto ou aplicativo de viagem), apenas um representante do grupo precisa preencher o carbonômetro;
  • Para aqueles que estiverem a pé ou de bicicleta, saibam que seu modo de deslocamento é uma contribuição valiosa para a redução das emissões de carbono.

Programação

As atrações principais do XXII Festival de Inverno de Bonito são Fafá de Belém (dia 23), Paulinho Moska e Maria Gadú (24), Iza (25), Emicida (26) e Trio Parada Dura (27). Além dos shows musicais, a festa cultural irá contar com espetáculos, teatro, dança, circo, arte, tecnologia, interatividade, cenografia, atrações infantis e diversas atividades paralelas.

Outro foco do Festival de Inverno de Bonito 2023 é a valorização da participação da família, com a criação do Festival Bonitinho, com diversas atrações para a criançada como o “Mundo Bita”, no dia 25, sexta-feira, e “Palavra Cantada”, no sábado, 26. E ainda o Corredor de Economia Criativa, com produtos oriundos de produtores de Mato Grosso do Sul, como gastronomia e artesanato.

Texto: Débora Bordin, Fundtur, com colaboração da FCMS


Foto: Saul Schramm/Arquivo

Compartilhe

Facebook
Twitter
WhatsApp