Ala do governo quer emplacar Tereza Cristina como sucessora de Maia

Uma ala do governo trabalha para convencer o presidente Bolsonaro a apoiar oficialmente a ministra Tereza Cristina (Agricultura) como nome à sucessão de Rodrigo Maia na presidência da Câmara.

Apesar de a disputa estar distante, já que ocorre em fevereiro, o assunto virou tema prioritário entre integrantes do governo nas últimas semanas.

No Senado, o governo trabalha com a reeleição de Davi Alcolumbre, com quem tem poucos problemas de relacionamento — pelo contrário, o senador está cada vez mais alinhado ao governo. Além disso, palacianos gostam de lembrar que Alcolumbre se elegeu com apoio de Onyx Lorenzoni — o que não ocorreu com Maia na Câmara. O Planalto trabalhou contra a reeleição do presidente da Câmara e, desde então, a relação entre Maia, Planalto e a equipe econômica vive altos e baixos.

Para evitar novos anos de presidência da Câmara como os de Maia, nos quais que ele também barrou e vetou matérias que o governo queria fazer avançar (principalmente na agenda de costumes), um grupo de assessores presidenciais defende que o governo tenha candidata e que seja a ministra Tereza Cristina, do DEM, mesmo partido de Maia e Alcolumbre.

Apesar de ministra de Bolsonaro, Tereza, diferentemente de outros candidatos que querem o apoio do presidente, como Artur Lira, é amiga pessoal de Maia. Portanto, não teria o veto do presidente da Câmara.

Nos bastidores, Maia repete a aliados que seria uma “honra” ser sucedido por uma mulher, a primeira a presidir a Câmara. Mas sabe que enfrentaria a ira a esquerda. Interlocutores do presidente da Casa veem dificuldades para Maia ficar contra a esquerda na Câmara — grupo que foi leal a ele, Maia, durante sua reeleição — e que não votaria em Tereza por conta da agenda do agronegócio.

Nas últimas semanas, a imagem de Tereza se desgastou junto a parlamentares que discutem apoiá-la quando defendeu a polêmica tese do “boi bombeiro”. Além da agenda do agronegócio, o temor de parlamentares de esquerda (cerca de 130) é a de que, se eleita, ela dará prosseguimento a uma agenda conservadora nos costumes — como quer Bolsonaro.

Apesar das avaliações, o governo sabe que, se Maia não pode ficar contra a esquerda, tampouco vetaria o nome de uma de suas melhores amigas para a presidência da Câmara — e, por isso, assessores presidenciais trabalham a ideia da ministra candidata para fevereiro.

Por Andréia Sadi

YouTube proíbe conteúdos relacionados a teoria da conspiração promovida por grupos como QAnon

YouTube anunciou nesta quinta-feira (15) uma atualização em suas políticas de moderação para proibir conteúdos relacionados a teorias da conspiração que “justifiquem violência no mundo real”. Para exemplificar as novas regras, a plataforma citou o grupo americano QAnon.

“A partir de hoje estamos expandindo nossas políticas sobre ódio e assédio para proibir conteúdos que são direcionados para um indivíduo ou grupo com teorias conspiratórias que foram utilizadas para justificar violência no mundo real“, afirmou a empresa em um comunicado.

A plataforma disse ainda que vídeos que “ameace ou persiga alguém sugerindo que ele é cúmplice de uma dessas conspirações nocivas como QAnon ou Pizzagate” serão removidos.

O YouTube revelou que antes mesmo das novas regras tinha derrubado dezenas de milhares de conteúdos e centenas de canais relacionados com o QAnon, “particularmente aqueles que ameaçam explicitamente a violência ou negam a existência de grandes eventos violentos”.

Outras plataformas como o Facebook e o Twitter também removeram perfis e conteúdos ligados ao movimento conspiracionista recentemente.

As regras impostas pelo Facebook foram mais duras, com a remoção de todos os perfis ligados ao movimento, mesmo que não possuam conteúdos violentos. Já o Twitter deixou de recomendar qualquer conteúdo ligado ao QAnon, bloqueando links associados a essa teoria na plataforma.

Modelo ganha R$ 56 mil por semana vendendo água do banho para fãs excêntricos

A modelo americana Emily Knight, de 21 anos, vem ganhando uma fortuna com seus admiradores online. A jovem, que mora em Los Angeles, contou ao jornal Daily Star que recebe cerca de 7,8 mil libras por semana (cerca de R$ 56 mil – pouco mais de R$ 227 mil por mês) por selfies picantes, peças íntimas usadas e até mesmo a água com a qual toma banho.

Há os que tem fetiches ainda mais inusitados. “Adoro chocar as pessoas. E eu recebo pedidos loucos de fãs o tempo todo – pessoas pedindo minha roupa íntima suja ou minha água do banho. Alguns gostam de fotos ou vídeos dos meus pés, outros gostam de me assistir peidando para a câmera ou arrotando”, contou ela ao jornal. “O pedido mais estranho que fiz provavelmente foi dormir na frente das câmeras. Alguns caras só querem me ver dormir, eu acho”.

Emily, que conta com mais de 2,4 milhões de seguidores no Instagram, recebe os pedidos pela plataforma de assinatura exclusiva para adultos Nudiez. Os preços de seus serviços dependem do que é e para onde será enviado. A água da banheira custa em torno de 70 libras (quase R$ 510). Mas se ela tiver tido intimidade na água, o preço sobe para 116 libras (R$ 844).

“É muito bom saber que há milhares de homens em todo o mundo me adorando ao mesmo tempo, é um grande impulsionador da confiança”, contou.

  • REDAÇÃO MARIE CLAIRE

Luxemburgo se despede do Palmeiras falando em êxitos e sobre projeto de reconstrução

Demitido após a derrota para o Coritiba, nesta quarta-feira, o técnico Vanderlei Luxemburgo se despediu do torcedor do Palmeiras em um vídeo publicado em uma rede social nos início da madrugada desta quinta-feira.

Em sua mensagem, Luxa fez agradecimentos, destacou êxitos no comando do clube e falou sobre o projeto de reconstrução do Verdão para esta temporada.

– Boa noite a todos palmeirenses, aqueles que me apoiaram e aqueles que me criticaram. São todos palmeirenses, gosto muito do Palmeiras. Dizer que o convite que o Palmeiras me fez foi para fazer uma reconstrução. Reconstruí em um processo que precisava ser remodelado. Me propus, e o êxito foi alcançado – disse.

– Fomos campeões paulistas, da Florida Cup, lideramos a Libertadores. Falta um jogo para ser líder geral. Estávamos no Brasileiro brigando na parte de cima e três derrotas foi tomada a decisão de me mandar embora. Faz parte do futebol. Queria agradecer aos jogadores, aos dirigentes, aos parceiros que estiveram comigo lá, e agradecer ao Palmeiras por ter me convidado pela quinta vez de estar no Palmeiras. Muito obrigado a todos vocês.

Dois homens morrem em queda de helicóptero em Rio Claro, no Sul do RJ

Duas pessoas morreram na queda de um helicóptero na manhã desta quinta-feira (15) em Rio Claro, no Sul do Rio de Janeiro. Segundo o Corpo de Bombeiros, o acidente foi no distrito de Passa Três, área rural da cidade.

As vítimas são dois homens, que ainda não foram identificados. O Samu, que também foi acionado, informou que um deles foi encontrado preso entre as ferragens e o outro ejetado para fora da aeronave. Os corpos foram levados para o Instituto Médico Legal de Volta Redonda, município vizinho.

Imagens enviadas para o WhatsApp da TV Rio Sul mostram que o helicóptero caiu em uma área de campo aberto, mas de difícil acesso.

Helicóptero cai em Rio Claro — Foto: Redes sociais

Helicóptero cai em Rio Claro — Foto: Redes sociais

FIFA 21: Neymar aparece como 10º melhor brasileiro da história no Ultimate Team

Apesar da boa fase na vida real, Neymar não está tão em alta no FIFA 21. Segundo maior artilheiro da Seleção depois do hat-trick marcado contra o Peru, o craque ocupa a 10ª colocação entre os melhores brasileiros do modo Ultimate Team. À frente do camisa 10 do PSG estão Ídolos como Pelé, Ronaldo, Garrincha, Roberto Carlos, Sócrates, entre outros.

Neymar perdeu ponto de geral e gerou revolta entre fãs no lançamento do FIFA 21 — Foto: Reprodução

Neymar perdeu ponto de geral e gerou revolta entre fãs no lançamento do FIFA 21 — Foto: Reprodução

Como base para a lista, o ge contou apenas as cartas Prime dos Icons, ou seja, a melhor versão dos craques já aposentados. No topo, claro, está o Rei do Futebol, Pelé com 98 de rating. Ronaldo Fenômeno com 96 e Ronaldinho Gaúcho com 94 fecham o pódio.

Jogadores do Cuiabá relatam momentos tensos no ar: “Achei que não voltaria para casa”

Os jogadores do Cuiabá relataram momentos tensos dentro do avião, na tarde desta quarta-feira, ao tentar pousar no Aeroporto Marechal Rondon, na região metropolitana de Cuiabá. A delegação do time voltava de Campinas, onde havia jogado contra o Guarani na véspera. Chovia muito e o piloto arremeteu duas vezes no meio da tempestade.

– Já passei por alguns turbulências na minha vida como jogador, mas ontem foi diferente. Achei que não voltaria para casa. Arremetemos duas vezes no meio da tempestade. Eu ficava vendo foto com meu filho no meu celular e só pedia para voltar para casa. Ele acordou hoje cedo e já pediu para jogar bola comigo. Como é bom estar com minha família – relatou Jean Patrick.

Jean Patrick disse que a primeira coisa que o filho Davi Pierre pediu ao acordar foi para jogar bola  — Foto: Arquivo pessoal

Jean Patrick disse que a primeira coisa que o filho Davi Pierre pediu ao acordar foi para jogar bola — Foto: Arquivo pessoal

Jean Patrick é casado e tem um filho de quatro anos, Davi Pierre. Ele fez um vídeo emocionado ainda no avião, quando sobrevoavam a capital mato-grossense.

O atacante Maxwell, que tem três filhos, Benjamin, Eloá e João, também relatou o que passou antes do pouso com tranquilidade em Goiânia e posteriormente em Cuiabá.

– Pegamos uma turbulência que eu nunca tinha pego na vida. Todo mundo chorando, orando e gritando dentro do avião. Estava chovendo muito em Cuiabá na hora que fomos pousar, coisa de louco, piloto tentou pousar duas vezes e não conseguiu. Tiveram que mudar rota e fomos para Goiânia para reabastecer que estava ficando sem gasolina. Nunca passei tão mal e fiquei com tanto medo na minha vida – disse Maxwell.

O voo foi realizado pela Gol Linhas Aéreas, que divulgou a seguinte nota:

A GOL informa que, por conta das condições meteorológicas adversas em Cuiabá, o voo G3 1132 (Guarulhos – Cuiabá) precisou alternar para o Aeroporto de Goiânia, pousando em segurança às 17h56. A companhia ressalta ainda que, após a melhora no clima, todos os clientes seguiram viagem e já desembarcaram em seu destino.

 

Aliados defendem que parente de Bolsonaro deixe assessoria de senador pego com dinheiro na cueca

Integrantes do governo e aliados de Bolsonaro defendem que não há outro caminho para o primo dos filhos do presidente, Léo Índio, que não seja pedir demissão da assessoria do senador Chico Rodrigues (DEM-RR). Ontem a Polícia Federal encontrou R$ 30 mil em espécie na casa de Rodrigues, sendo que parte do dinheiro estava escondido na sua cueca, entre as nádegas.

A coluna perguntou a Léo Índio se ele iria se desligar do gabinete. Ele leu a mensagem, mas não respondeu. Como assessor parlamentar seu salário é de pouco mais de R$ 14 mil por mês.

Na noite de quarta-feira (14), Bolsonaro disse a aliados que Chico Rodrigues sairia hoje da vice-liderança. Ao falar com a imprensa de manhã, porém, o presidente não abordou a saída do senador do posto.

Parlamentares da base do governo disseram que estão “estarrecidos” com a notícia e afirmaram que Chico Rodrigues “era um dos nossos”. Eles relembraram que o senador participou do grupo que acompanhou Jair Bolsonaro em uma viagem a Israel, no ano passado.

Governo exonera Chico Rodrigues de cargo na vice-liderança do Senado, após operação da PF

BRASÍLIA – A Presidência da República dispensou nesta quinta-feira o senador Chico Rodrigues (DEM-RR) do cargo de vice-liderança do governo no Senado. De acordo com o ministro da Secretaria de Governo Luiz Eduardo Ramos, o senador pediu para deixar o posto. Ele deixa o cargo após uma operação da Polícia Federal, nesta quarta-feira, que encontrou dinheiro escondido na sua cueca e até entre suas nádegas.

A dispensa foi publicada em edição extra do Diário Oficial da União (DOU). O documento, que tem como único ítem o afastamento do senador, diz que a saída de Chico do cargo foi a pedido. Não há indicação de substituto.

Na visão de um auxiliar de Bolsonaro, o episódio envolvendo Chico Rodrigues foi “muito ruim”. A expectativa é que a exoneração do senador da vice-liderança ajude a acalmar, mas a avaliação é de que a imagem do parlamentar continuará a respingar no governo.

Rodrigues foi alvo de uma operação que investiga desvios na verba de combate ao coronavírus. Os investigadores que cumpriam busca e apreensão na residência do senador em Roraima encontraram no local cerca de R$ 30 mil. Parte das notas de dinheiro estaria entre as nádegas. A PF registrou em fotos e vídeos o momento dessa apreensão.

Em nota divulgada após a dispensa, a Secretaria Especial de Comunicação Social (Secom) afirmou que a ação da Polícia Federal contra o senador “é a comprovação da continuidade do Governo no combate à corrupção em todos os setores da sociedade brasileira, sem distinção ou privilégios”.

O Executivo mantém outros parlamentares investigados como líderes do governo no Senado e na Câmara, como o próprio senador Fernando Bezerra, que também foi alvo da Polícia Federal no ano passado. Para uma fonte ligada ao governo ouvida pelo GLOBO, o “constrangimento” no episódio de Chico Rodrigues supera o de casos anteriores.

PF investiga desvio de R$ 60 milhões em esquema com empréstimos consignados em Corumbá

A Polícia Federal cumpre na manhã desta quinta-feira (15), sete mandados de busca e apreensão em Corumbá e Campo Grande, na operação Cornucópia II. A ação investiga um esquema de desvio de recursos públicos dentro da prefeitura de Corumbá entre 2008 e 2013, envolvendo empréstimos consignados.

Segundo a PF, o esquema de desvio consistia no aumento aumento ilegal da folha de pagamento de servidores cooptados pela organização criminosa, o que gerava aumento na margem para contratação de empréstimos consignados.

Os empréstimos eram aprovados e, posteriormente, os valores eram sacados na rede bancária e repassados à cúpula da organização criminosa, gerando prejuízo cofres públicos. A equipe de investigação apurou que o montante obtido ilegalmente tenha alcançado mais de R$ 60,6 milhões.

Os alvos da operação responderão pelos crimes de peculato e associação criminosa.

Nome da ação

De acordo com a PF, o nome da operação Coronucópia é uma alusão a ao símbolo da abundância na mitologia grega e faz referência riqueza supostamente obtida pelos envolvidos, além da abundância de recursos públicos disponibilizados de forma ilícita.

Operação Cornucópia I

Na operação cornucópia I, foi indiciada a cúpula da organização criminosa. À época, houve prisões preventivas, o IPL foi relatado e instaurou-se a Operação Cornucópia II, cujo principal objetivo foi o sequestro de bens para ressarcir o erário, bem como como investigar outros 101 servidores que foram cooptados pelo grupo para realizarem os consignados, estes todos indiciados na Cornucópia II.